A incrível história do “Pequeno Anjo”

Kenadie Jourdin-Bromley, também conhecida como o “pequeno anjo”, nasceu dia 13 de fevereiro de 2003, pesando apenas pouco mais de um quilograma e com 22 centímetros. Na época os médicos não acreditaram que o bebê fosse sobreviver ao primeiro dia, porém ela superou todas as expectativas e tornou-se um milagre.

Kenadie tem uma forma extremamente rara de nanismo, classificado como “nanismo primordial”, o que significa que ao contrário da maioria das pessoas, ela tem a cabeça e os membros proporcionalmente pequenos, dando-lhe aparência de uma boneca. Hoje com 33 centímetros de altura e pesando 17 quilos, tem aproximadamente o tamanho de uma criança de 18 meses de idade.

A menina pode nunca chegar a feminilidade. Na verdade, a maioria dos anões primordiais do passado não viveram até a adolescência.

“Eu só quero ouví-la chorar… . Se ela chora, ela está viva”, disse a mãe Kenadie lembrando de quando a menina nasceu. “E então nós ouvimos aquele minúsculo miau”.

Minha esperança para o futuro de Kenadie – a minha maior esperança para ela — é que eu quero que ela seja feliz”, disse Jourdin. “Eu quero que ela sorria e seja bem sucedida”.

Kenadie tem emocionado muitas pessoas que a conhecem, não somente pela sua condição, mas pelo seu amor, suas emoções encantam a todos. “Pequena no tamanho, mas com um grande coração…”, é assim que muitos a definem.

Adaptado de abcnews

6 pensamentos sobre “A incrível história do “Pequeno Anjo”

  1. Pingback: mlpTue3Htx

Os comentários estão desativados.