Preso condenado à morte diz ser muito obeso para ser executado

Reprodução/Mirror

Um prisioneiro de 53 anos condenado à morte em Ohio, Estados Unidos, tenta convencer as autoridades a não executá-lo. Ronald Post, que pesa mais de 215 kg, alega que é muito obeso ser morto. O americano é muito grande para andar e, segundo ele, sua morte seria torturante.

Em Ohio, onde Post é condenado por ter matado a tiros um funcionário de um hotel, os presos são executados com uma injeção. Os advogados pedem o adiamento da punição e defendem que o réu enfrentaria fortes dores piscológicas e físicas devido a problemas de saúde. Sua morte está planejada para janeiro.

Post não é o primeiro americano condenado a usar a obesidade como defesa para fugir da execução. Em 1994, Mitchel Rupe alegou que a morte por decapitação seria cruel por ser tão pesado. Depois de vários julgamentos, a senteça foi de prisão perpétua para Rupe, que faleceu em 2006.

Outro caso aconteceu em 2008 com Richard Cooey. Os advogados do condenado por dois assassinatos afirmaram que a comida da prisão e a limitada atividade física tornavam dificil encontar a veia para a injeção letal. O tribunal rejeitou os argumentos e manteve a condenação.

2 pensamentos sobre “Preso condenado à morte diz ser muito obeso para ser executado

Os comentários estão desativados.