O primeiro ALIEN NA TERRA [VIDEO]

Panama

Panama (Photo credit: OEA – OAS)

-> Renan Barreto, 21 anos, estudante de jornalismo, NiteróiRio de Janeiro. Autor do Blog RBO.Se o planeta Terra teve condições de gerar vida, por que outros planetas não? O ser humano se acha o centro do universo, mesmo depois de tantos anos de existência e tentativas de compreensão do mundo.Acredito que existem diversas comunidades no universo em diferentes escalas evolutivas, não estamos sozinhos. Contudo, não acho que essa criatura seja um ET.

Está mais para um animal com má formação dos genes. Ele era muito indefeso para ser um ET. Pense comigo, um ser que viaja não sei quantos anos luz tem que ter conhecimentos tecnológicos avançadíssimos. Certamente deveria ter outras parafernálias como pedaços de nave ou outra coisa por perto da caverna. Ele não seria tão irracional como aparentou ser.

Dizer que esse bicho é um ET é o mesmo que dizer que os animais no fundo do mar que nem sequer são vistos ou imaginados são também. Achei sim, uma covardia com o animal indefeso. Mas a violência é o mal do ser humano, que usa desse artifício pra se proteger, pois o medo do desconhecido é maior. E ET’s fazem sucesso no mundo, seja em Hollywood, na área 51, Varginha ou agora no Panamá.

Aliás, graças ao “ET” que o Panamá entrou no mapa. Você sabe o que tem no Panamá? Não? Nem eu. Agora tem um cadáver de um animal defeituoso. Coitado do ET. Não pôde ligar pra casa nem a cobrar….rs. Só nos EUA que um ET pode pegar bicicleta e fazer interurbano. É filho, caiu no lugar errado!

-> Fernanda Silva, 31 anos, Jornalista, Diadema – São Paulo. Autora do blog Pauta Jornalística.
Não acredito que aquela criatura seja um extra-terrestre. Apostaria mais, numa mutação genética. Ou ainda no surgimento de uma nova espécie do reino animal. Uma terceira tese que defendo é que aquele ser vivo, talvez seja fruto do cruzamento de animais de espécies diferentes. E para finalizar arriscaria o palpite, do feto ter sofrido, ainda no útero materno, alguma deficiência no processo de formação, que resultou no nascimentodaquele ser indescritível. Respeito o trabalho dos ufólogos, mas, não sei se acredito em ET’s. Mas, existe no mundo mistérios, que ninguém consegue compreender.
-> Viviane M. Righi Vilaça, 34 anos, funcionária pública municipal, Belo HorizonteMinas Gerais. Autora do blog Fluindo o Olhar.
Não sei se acredito em ET’s do jeito que as pessoas os imaginam, mas de uma coisa acredito firmemente: não estamos sozinhos no universo. Isso para mim é FATO. E quanto à história da estranha criatura encontrada noPanamá, apesar de apresentar características físicas “para lá” de intrigantes, não acredito que se trate de um ser extraterrestre.Acho que eles não cometeriam essa “gafe”, não se permitiriam descobrir de forma tão fácil e ingênua. Para mim, trata-se de um ser bizarro, com certeza. Má formação, deformidades, animal raro ou até mesmo nunca antes visto pelo homem.

Creio que pode até ser um pouco de cada coisa e isso ainda seráesclarecido por quem de direito. Mas, ET? Não. Posso até estar enganada, mas se eles existirem mesmo, devem estar dando grandes gargalhadas cósmicas da nossa cara, onde quer que eles estejam…rs.

-> Catarino Antonio Oliveira Alves, 50 anos, servidor público federal, Santa Maria – Rio Grande do Sul. Autor do Blog do Catarino.Não acredito em ET por uma questão de lógica. Eles sempre aparecem à noite e furtivamente. Nunca nos mandaram uma mensagem ou sinal que tenha sido recebida e interpretada pelos cientistas ou que não tenha sido traduzida. Se nós humanos soubéssemos que há algum ser em qualquer lugar faríamos de tudo para entrar em contato. O caso da criatura encontrada no Panamá também não é nenhum ET, logo haverá uma explicação científica para o caso.


-> Leo Pinheiro, Jornalista, Rio de Janeiro, RJ. Autor do blog O cri-crítico.

Sim, acredito em vida em outros planetas. Até porque, isto já foi comprovado. Basta lembrarmos que sondas da NASA encontraram bactérias vivas em Marte. Se vidas inteligentes ou, ao menos, mais evoluídas já foram encontradas e dissecadas por humanos na Área 51, não me surpreenderei.Quanto a criatura ‘panamense’, tenho absoluta convicção que nada tem a ver com extra terrestres. É provável que seja um ser deformado, nascido com alguma anomalia, ou um animal híbrido, oriundo de cruzamento de espécies distintas.

Qualquer explicação muito diferente destas parece-me uma reedição do ‘caso chupa-cabras’. TOTALMENTE inventado pelo jornalista carioca Antônio Carlos Oliveira e me revelado pelo próprio, muitos anos depois, na redação do jornal O Povo.

-> João Porto, 24 anos, Jornalista, Brasília – DF. Autor do blog Manual dos Focas.Devem existir formas de vida fora da Terra. Não sei na Via Láctea, mas acredito que existam. Entretanto, o bicho encontrado no Panamá está mais para uma Preguiça sem pelos do que um ET. Provavelmente mais uma mutação sem noção criada pelo bicho homem, o verdadeiro ET da Terra que só faz detonar os recursos deste belo planeta. Seres interplanetários vivendo na nossa sociedade? Há, isso é papo para Raul Seixas e adjacências. Se bem que às vezes fico em dúvida, algumas figuras que transitam no Congresso Nacional não parecem terráqueas.

-> Fábio Bezerra Almeida, Educador – Professor, Rio de Janeiro – RJ. Autor do Blog Fábio Bezerra.O assunto abordado é um tanto polêmico. O universo é infinito, portanto acredito que hajam vidas inteligentes sim e até OVNIs, só que muitos fatos e relatos sobre este assunto são montagens e levados a imprensa meramente para fundo de notícias ou especulações. Contudo, se realmente os ETS estivessem na terra já teriam mostrado sua cara, suas habilidades e até casado com uma terrestre.

-> Apolinário Júnior, 32 anos, Bacharel em Turismo, Maceió – Alagoas. Autor do blog Da poesia ao Caos.

A existência de vida fora dos limites do Planeta Terra me parece algo tão certo quanto óbvio! E nem preciso ver um ET na minha frente para concluir isso… estranho seria ignorar o fato de que somos praticamente uma poeira em meio a imensidão do universo (que a cada nova pesquisa se mostra maior e mais surpreendente!) e acreditar que todo resto estaria a deriva ou puramente a mercê dos “soberanos” seres humanos!

Quando olhamos pro céu, das duas uma: ou estamos – pretensiosamente – procurando elementos físicos – que são essenciais para NOSSA sobrevivência – ou tentando localizar homenzinhos verdes, horrorosos, com um revólver de “raio laser” na mão! Talvez aí resida nosso grande erro!

Sobre o animal encontrado no Panamá, realmente é estranho, mas já vi burburinhos parecidos como o lendário “ET de Varginha” e o medonho “Chupa-cabras”… se não for um extraterrestre, será uma prova viva – ou morta – de que sequer nos conhecemos, que ainda existe muito a se descobrir por aqui antes de um possível “intercâmbio interplanetário”!

Importante mesmo é reconhecer: o ser humano hoje mal consegue conviver e respeitar um semelhante… imagine a dificuldade em enxergar e conviver com o que está além dos limites dos seus umbigos!

Por hora nos preocupemos com os puramente “terrestres”!